Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Beso Artesanal por Mario Benedetti ( Frase )

" En este mundo tan codificado con internet y otras navegaciones, yo sigo prefiriendo el viejo beso artesanal que desde siempre comunica tanto. "  

Mario Benedetti

Fahrenheit 451 por Ray Bradbury

“O televisor é ‘real’. É imediato, tem dimensão. Diz o que você deve pensar e o bombardeia com isso. Ele tem que ter razão. Ele parece ter muita razão. Ele o leva tão depressa às conclusões que sua cabeça não tem tempo para protestar: ‘isso é bobagem!’”
      Fahrenheit 451. Ray Bradbury


Desgana por Mario Benedetti ( Poema )

Desgana No tengo ganas de escribir
pero la letra avanza sola
forma palabras y relevos
que reconozco como mios. en la ventana llueve
tantas veces la calle
brillo sin fundamento No tengo ganas de escribir
por eso queda el tiempo en blanco
y no es un blanco de inocencia
ni de palomas ni de gracia en la ventana llueve
tantas veces la calle
se anego de presagios No tengo ganas de escribir
pero la lluvia llueve sola.

Porque hoje é sábado, minha dica de filme: Paterson

Paterson é um motorista de ônibus da cidade de Paterson, Nova Jersey — eles têm o mesmo nome.  Diariamente, o homem repete uma rotina simples: dirige sua rota, observando a cidade que se revela pela janela e ouvindo fragmentos de conversas que o rodeiam; escreve poesias em um caderno; passeia com o cachorro; para em um bar, bebe uma cerveja e, depois, volta para casa para encontrar a namorada, Laura.

Ao contrário dele, o mundo de Laura está sempre mudando. Ela tem novos sonhos todos os dias. Paterson apóia as ambições da namorada, e ela o encoraja no talento dele para a poesia.  O filme observa silenciosamente as vitórias e derrotas da vida cotidiana, e a poesia que se evidencia nos pequenos detalhes.


Caixa do Correio # 24 ( Estante Virtual )

1. Hotel Atlântico –  João Gilberto Noll  I 2. O Quinze – Rachel de Queiroz  I 3.  Perplejidades de Fin de Siglo – Mario Benedetti 


Fica aqui, uma menção ao falecimento do João Noll, escritor porto alegrense.  ( 1946-2017)
           ETIQUETA: RAQUEL DE QUEIROZ 
Raquel de Queiroz nasceu em 17 de novembro de 1910, em Fortaleza, Ceará. Ainda não havia completado 20 anos, e 1930, quando publicou O Quinze, seu primeiro romance. Mas tal era a força de seu talento, que o livro despertou imediata atenção da crítica. Dez anos depois, publicou João Miguel, ao qual se seguiram: Caminho de pedras(1937), As três Marias (1939), Dôria, Dorialina ( 1975) e não parou mais. Em 1992, publicou o romance Memorial de Maria Moura, um grande sucesso editorial.

Rachel dedicou-se ao jornalismo, atividade que sempre exerceu paralelamente à sua produção literária.
Cronista primorosa, tem vários livros publicados. No teatro escreveu Lampião e A beata Maria do Egito e, na literatura infantil, lançou O menino mágico, C…

Vai ter veda + Sorteio às cegas | Leitor97 // VEDA17 #01

Família tipo margarina ou quase isso...

O badalar do sino da igreja chamava os fieis para o início da primeira missa do dia. Algumas beatas apertavam os passos em frente à catedral, tentando não se atrasar. Acho que ninguém me viu, pensei. Estava ainda escuro. Recolhi minhas coisas e fui procurar uma padaria para tomar café.  
–Eu não quero que entre! Se quiser pedir alguma coisa, espere do lado de fora, você entendeu?
Levantei o polegar e fiz um sinal de positivo. Era assim que eu me comunicava com meus conterrâneos porto alegrenses (por gestos ). Não que eu me importasse, estava acostumado com aquele tipo de tratamento. Não era difícil perceber, quando a minha presença incomodava. Era preciso somente interpretar o que o mundo me dizia.
Enquanto espero do lado de fora da padaria, fiquei prestando atenção ao noticiário, numa televisão instalada detrás do balcão. No intervalo das tragédias cotidianas (que não são poucas), entra uma propaganda de margarina. Acho que desde que o mundo é mundo, propaganda de margarina é tudo igual…

45 lições que a vida me ensinou, publicado por Regina Brett, (90 anos)

Pensei o quê escrever, próximo de completar 40 anos... Desisti, depois de ler este texto.


1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando estiver em dúvida, dê somente o próximo passo,pequeno .
3. A vida é muito curta para desperdiçá-la odiando alguém.
4. Seu trabalho não cuidará de você quando você ficar doente.Seus amigos e familiares,simPermaneça em contato.
5. Pague mensalmente seus cartões de crédito. ( Essa é boa para nós brasileiros ! )
6. Você não tem que ganhar todas as vezes. Concorde em discordar.
7. Chore com alguém. Cura melhor do que chorar sozinho. ( Desculpe-me Brett, mas Boys don´t cry )
8. Pode ficar bravo com Deus. Ele suporta isso.
9. Economize para a aposentadoria começando com seu primeiro salário.
10. Quanto a chocolate, é inútil resistir.
11. Faça as pazes com seu passado, assim ele não atrapalha o presente.
12. É bom deixar suas crianças verem que você chora.
13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem Idea do que é a jornada deles.
14. Se um rel…

Centenário de Auguste Rodin

A Porta do Inferno é sem dúvida uma das obras mais importantes e mais conhecidas de Auguste Rodin. O escultor francês dedicou anos de sua carreira para a realização dessa grande escultura.

Foi a primeira encomenda oficial feita pelo Estado à Rodin, em 1880. A obra seria exposta no Musée des Arts Décoratifs de Paris e foi o próprio Rodin quem escolheu o tema: O Inferno de Dante Alighieri.  A Divina Comédia de Dante, poeta italiano do fim da Idade Média, é dividida em três partes: Inferno, Purgatório e Paraíso.  A obra foi traduzida para o francês no século XVIII e inspirou inúmeros artistas do Romantismo que procuravam explorar as profundezas da consciência humana. Os autores românticos voltaram-se cada vez mais para si mesmos, retratando o drama humano, os amores trágicos e os ideais utópicos.
Mas, ao esculpir a Porta do Inferno, Rodin não ilustra os episódios descritos por Dante. Ele faz uma reflexão sobre a condição humana. Rodin coloca em cena os excessos humanos, os homens que perde…

Porque hoje é sábado, minha dica de filme, Transpotting 2

Primeiro foi a oportunidade, depois a traição. Vinte anos se passaram e muita coisa mudou, mas outras tantas não. Mark Renton volta para o único lugar que ele consegue chamar de casa. Spud, Sick Boy e Begbie estão esperando por ele.


Trainspotting  é um dos mais icônicos filmes produzidos em UK.  O longa-metragem de Danny Boyle sobre o consumo de heroína e “ escolher a vida “ definiu uma geração como nenhum outro filme da época. Trainspoting 2 utiliza a pesada bagagem de ser uma continuação, para extrair uma introspectiva e surpreendente historia original. 











O filme  é uma viagem nostálgica com o pé no presente e que não tem medo de encarar seus antigos tabus. A dependência sobre os temas do primeiro filme de 1996, talvez afaste um pouco o novo público, mas os fãs devotos vão se sentir contemplados com uma história tão divertida, quanto a original.