Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Sou um deserto que monologa... - Violette Leduc

O filme tem inicio com uma frase emblemática  de Violette Leduc :
” A feiura em uma mulher é um pecado mortal. Se você é linda, é olhada na rua pela sua beleza, se você é feia, é olhada na rua pela sua feiura.”

Foi assim, por acaso, entre filmes de ação e suspense que descobri Violette . ( O filme foi lançado no Brasil em agosto deste 2014 )

Sinopse  :No início dos anos XX, a escritora Violette Leduc (Emmanuelle Devos) encontra a filósofa Simone de Beauvoir (Sandrine Kiberlain). Nasce entre as duas uma intensa amizade que dura toda a vida, ao passo que Simone encoraja Violette a escrever mais, expondo as suas dúvidas e medos, abordando todos os detalhes da intimidade feminina.
Mas quem foi  Violette ? ETIQUETA : VIOLETTE LEDUC"Maurice Sachs lhe ordena que escreva , Simone de Beauvoir a descobre em 1945, Albert Camus a publica no ano seguinte.Admirada por Cocteau, Genet, Jouhandeau e Sartre, Violette Leduc é uma das singulares figuras da literatura francesa do século XX." 

Se seus …

Te Quiero - Mario Benedetti

Tus manos son mi caricia  mis acordes cotidianos te quiero porque tus manos trabajan por la justicia
si te quiero es porque sos mi amor mi cómplice y todo y en la calle codo a codo somos mucho más que dos
tus ojos son mi conjuro contra la mala jornada te quiero por tu mirada que mira y siembra futuro
tu boca que es tuya y mía tu boca no se equivoca te quiero porque tu boca sabe gritar rebeldía
si te quiero es porque sos mi amor mi cómplice y todo y en la calle codo a codo somos mucho más que dos
y por tu rostro sincero y tu paso vagabundo y tu llanto por el mundo porque sos pueblo te quiero
y porque amor no es aureola ni cándida moraleja y porque somos pareja que sabe que no está sola
te quiero en mi paraíso es decir que en mi país la gente viva feliz aunque no tenga permiso
si te quiero es porque sos mi amor mi cómplice y todo y en la calle codo a codo somos mucho más que dos.

Por que ler Mário Benedetti ?

Características de Estilo:
1) Alteração da  imagem do objeto através de hipérbole, personificação entre outras figuras literárias.

2) O uso da  linguagem coloquial ; Identificando-se com os seus leitores através deste meio.

3) Todos os poemas de  Benedetti tem algo a ver com a vida cotidiana, na forma que vivemos.

4) A crônica da rotina em todos os poemas de Benedetti se  dramatiza.

5) Os personagens são explícitos ou tácitos.

6) O humor em seus poemas pode criar antídoto para a angustia humana.

7) A maior parte do estereótipo de que ele usa é social e política.

8) Os poemas contêm versos livres .

9) Sua poesia é suspeitosa, gosta de ter seus leitores atentos ao que acontece mais tarde em suas obras .

10) Benedetti está inclinado a escrever para a classe média. Isso ocorre porque , sendo a pessoa de classe média, está diretamente identificado com os seus leitores.

11)Gostava de Incluir  um pouco de humor em seus poemas , mas quando se trata disso, ele tenta ligar o cômico e patético à felicidade…

ELEPHANT - GUS VAN SANT

Em primeiro lugar, é preciso esclarecer o título do filme. Uma inspiração crucial para Gus Van Sant foi o documentário homônimo feito por Alan Clarke em 1989, que se passa em período e local (Irlanda do Norte) diferentes, mas que também trata da violência entre os jovens através de uma narrativa picotada. Apesar de Clarke ter assim nomeado seu filme por julgar o problema abordado "tão facilmente ignorável quanto um elefante na sala de estar", Van Sant inicialmente achou que o título se referia a uma antiga parábola budista sobre um grupo de cegos examinando diferentes partes de um elefante. Nessa parábola, cada cego afirma convictamente que compreende a natureza do animal com base tão-somente na parte que lhe chega ao tato. Ninguém vê ou sente o objeto na sua totalidade, mas todos arriscam um palpite totalizante – e, naturalmente, equivocado. Mesmo após ter descoberto o verdadeiro motivo pelo qual o documentário de Alan Clarke se chama Elephant, Van Sant afirma que o seu fil…

Documentário Elephant - Alan Clarke

O documentário Elephant (1989), trata dos problemas na Irlanda do Norte e conta com uma série de tiroteios com nenhuma narrativa e quase nenhum diálogo( Quase 40 minutos ) ; todos foram baseados em relatos de assassinatos sectários reais que ocorreram em Belfast. O filme levou o título da descrição de Bernard MacLaverty dos problemas como "o elefante na nossa sala de estar" - uma referência à negação coletiva dos problemas sociais subjacentes à Irlanda do Norte.




Segue o link , para quem se interessar : http://youtu.be/0cwvGeYjLjI

Os idiotas - Lars Von Trier

A história de um grupo de jovens que partilham um interesse idiota.( Fingem ter problemas mentais para conseguir regalias, se divertir e incomodar as pessoas ) Exploram e praticam ao máximo todos os contextos mais extravagantes que a sociedade descrimina. Todos os limites pessoais são ultrapassados, com este retrato de um cinema nu e cru. 

Este é o segundo filme produzido no âmbito da plataforma Dogma 95, fundada por Lars von trier e Thomas Vinterberg.

Deixo o link do filme para quem se interessar pela obra.
http://portacine.blogspot.com.br/2014/02/os-idiotas-1998-direcao-lars-von-trier.html